8 formas de
viajar barato
na Sérvia.

Em um dos destinos mais baratos do Leste Europeu, ainda é fácil encontrar atrações grátis ou por menos de 15 reais. Veja 8 formas de viajar barato na Sérvia, e no final tem bônus caso sobre dinheiro.

Se você era culta ou acompanhava aos noticiários de 91 a 99 já ouviu muito mais sobre a Sérvia do que os millennials que estavam nascendo neste período. Com motivações nobilíssimas (a ausência de guerras propriamente ditas), a Sérvia passou a ser menos reportada e muitas vezes esquecida até entre os viajantes mais entusiastas. Mããs, como aqui fazemos parte do clube das diferentonas, não poderia deixar de compartilhar a feliz surpresa que foi conhecer este pequeno país de norte a sul. Um dos destinos mais baratos do Leste Europeu, ainda é fácil encontrar atrações grátis para viajar barato na Sérvia!

Hoje, o berço de três de meus ícones favoritos- Nikola Tesla, Novak Djokovic & Marina Abramovic ainda tem muito o que oferecer para quem busca uma rota fora do comum. E a melhor parte disso tudo: eles são grátis

04 jan 19 – 7 min

1. Pegue um sol na Ada Ciganlija 

 

Quem disse que precisa ter mar pra ter praia? Na capital da Sérvia, os belgradinos aproveitam a entrada do Rio Sava e as pedrinhas no chão pra pegar um sol, praticar esportes aquáticos e almoçar nos vários restaurantes que ficam às margens do Rio. Dá pra encontrar uns decks pra molhar os pés também.

Bônus: Caminhando pro sentido oposto à entrada, você também pode encontrar uma divisão da “praia” de nudismo.

Shetrips Ilha servia
Shetrips

 

2. Visite o Kalemegdan 

 

Para quem está com o sérvio enferrujado, esta é a Fortaleza de Belgrado. Ela revela parte do que foi o passado do país: palco de batalhas entre diferentes impérios em diferentes momentos. É bastante comum achar fortalezas nas maiores cidades da região.

Os locais frequentam Kalemegdan para fazer picnic, andar de bike e meditar. Já nós, turistões, podemos planejar uma série de fotos conceituais nessas construções otomanas além de fazer umas comprinhas nas bancas de souvenir.

O nível de caminhada foi intermediário. Leve um tênis.

Shetrips servia belgrado

3. Bata perna em Belgrado

A capital da Sérvia é dividida entre a cidade velha e cidade nova. As duas tem seu charme. A rua Knez Mihailova, por exemplo é onde ficam o centro comercial, cafeterias e os restaurantes mais tradicionais assim como as lojas mais nobres. Uma tarde inteira dá conta do centro e dos monumentos espalhados pela região como igrejas ortodoxas e estátuas históricas.

4. Pegue uma estrada (ou trilho) 

A Sérvia é menor que o estado de Santa Catarina. Vale muito a pena pegar um trem, ônibus ou alugar um carro para aproveitar todas as cidades- Sendo sincera, sua viagem não será completa se você conhecer só Belgrado.

Ônibus e trem são as opções mais em conta (o trecho Belgrado-Novi Sad de aproximadamente uma hora não passa de 10BRL) e acontece com bastante frequência.

Para quem for dirigir: As estradas mais populares são novas, a sinalização no alfabeto cirílico mas traduzidas pra Inglês e a gasolina um pouco mais cara que no Brasil. O pedágio neste mesmo trecho de exemplo custa em média 30BRL. Viu como dá pra viajar barato na Sérvia?

Shetrips servia

É comum nas regiões rurais os tratores tomarem conta da estrada, como foi o caso aqui.

Shetrips servia

A viagem de carro teve companhia de uma nativa. Para os chegados, Tiki.

Indo para o sul, é normal encontrar paisagens rurais, e até as cordilheiras balcânicas. A movimentação é baixíssima nessa região, o que permite paradas no caminho pra documentar a beleza do lugar- Se tiver sorte, pode até encontrar uma cena como esta da foto. HAHA

5. Curta Novi Sad

 

Pitoresca, a Cidade leva o nome de Novi Sad- traduzindo: “novo agora”. A cidade fica a norte de Belgrado e a parte central conserva características da cidade velha como ruas estreitas, prédios coloridos e os cafés mais descolados que encontrei na Sérvia inteira. Minha sugestão: parta pela manhã, almoce em qualquer um dos vários restaurantes, conheça a cidade pela tarde mas depois parta para o por do sol e …⬇

viajar barato na Sérvia no Leste Europeu

6. Se surpreenda em Petrovarandin 

 

Segue os mesmos princípios da fortaleza de Belgrado, a diferença é a vista.

Entrando lá, nos deparamos com túneis subterrâneos originalmente utilizados para proteção das tropas. Ao subir, somos presenteados com vista para o Danúbio, a silhueta de Novi Sad e banquinhos da praça junto à torre do relógio.

Apesar de a vista ser privilegiada do topo, o nível de esforço de caminhada é baixo.

Shetrips servia novi sad

No verão, o sol se põe por volta das 8:20

7. Prove a cozinha local 

 

Desembarquei em Belgrado às 12:00, do aeroporto direto para o restaurante com um buffet balcânico.

O precursor do hamburguer é sérvio, sabia? Pljeskavica é uma arte. É basicamente um bolinho de carne temperada e achatada que colocam entre dois pães junto com cebola e alface- em outras palavras: hambúrguer.

Fartura faz parte das mesas sérvias. Durante o almoço é comum encontrar aquela canja quentinha até mesmo no verão, o Ćevapi: que é essa espécie de salsicha da foto, só que com tempero mais caprichado. E o Kajmak, uma pasta a base de queijo e leite que acompanha basicamente tudo. A máxima da culinária sérvia é a amada e idolatrada PÁPRICA.

Shetrips servia comida

Na hora dos snacks, vale comer Palačinke- ok, não mentirei, são simples panquecas com esse nome delicioso de pronunciar ( PA-LA-TXIN-KA). E as Burekas, que são como croissants mil folhas recheados com o vários sabores.

Marina é muuita cultura, e por isso, uma segunda curiosidade: Croissant é uma receita originária da Romênia, vizinha da Sérvia, e não na França. Derivados da receita são bastante comuns no leste europeu.

8. Escale a Cordilheira dos Balcãs 

 

Com certeza, essa foi a parte mais aventureira da viagem inteira, totalmente de graça, foi a parte que mais valeu a pena. Durante o inverno, as montanhas viram estação de ski. No verão, prato cheio pra fazer aquela escalada e ver de perto a magnitude das cordilheiras.

Shetrips servia

Tiki apreciando a paisagem

Shetrips servia

Chegar aí foi meu orgulho do ano.

 

A vista marca o limite sudeste da Sérvia, que faz fronteira com a Bulgária, e mais uma vez é impressionante.

 

A caminhada é árdua mas vale a pena! Leve comida e água pelo menos se pretender comer antes de chegar à segunda parte da montanha onde há um café que abre em determinadas temporadas.

 

No caminho para as cordilheiras, tem uma pequena vila chamada Knjaževac. Se você fizer um pitstop no café Casa Dolce e tiver a sorte de topar com a dona, ela adorará bater um papo em português, espanhol ou ingles e e passar ainda mais dicas de local. Recomendadíssimo para ainda manter o bolso feliz viajando barato pela Sérvia. 

Sobrou dinheiro com essa viagem mega barata?

Dicas bônus se você ja conseguiu viajar barato na Sérvia mas ainda procura o que fazer desembolsando pouco e contribuindo para as fundações culturais do país:

Dispensa introduções, nosso querido pai da eletricidade foi de fato um homem a frente de seu tempo. É possível visitar sua casa que foi tombada como museu e participar de alguns dos seus experimentos originais.

A entrada custa 250 dinars, mais ou menos 9 BRL.

 Museu da Yugoslavia

 Riquíssimo em artigos usados durante o período de governo da Yugoslavo, o museu faz parte de um complexo e divide espaço com o museu de seu então governante, o Tito da Yugoslavia. É possível tirar fotos nas áreas demarcadas e se conscientizar sobre da história da região. A entrada é barateza: 200 Dinars, ou 7BRL.
Shetrips servia nikola tesla
Shetrips servia nikola tesla

Resumindo, é possível definir como viajar barato na Sérvia, aliás, esta foi uma viagem que surpreendeu no quesito economizar. A moeda relativamente desvalorizada incentiva o consumo de turista. 

Não são todos os lugares que saberão inglês, mas sem grilo, sempre dá-se um jeito. A movimentação pelo país acaba sendo fácil pela área reduzida e a comida deliciosamente confortável para os brasileiros. Não é necessário visto nem vacinação específica pra entrar na Sérvia, e particularmente, na entrada no aeroporto,  as autoridades não me perguntaram nada na hora de desembarcar.

Pra mais dicas, passeios guiados pela Sérvia e até outros países da região, o pessoal do Bem Vindo à Sérvia é recomendadíssimo pra ajudar a planejar a sua trip.

Todo o conteúdo deste espaço foi irreverentemente produzido por uma gar♀ta